Como elaborar títulos

Se preferir, assista ao vídeo sobre o assunto:

Neste artigo eu vou falar sobre a última coisa que escrevemos numa redação: o título.

Embora pareça fácil, não é raro ver gente quebrando a cabeça para apresentar de forma resumida o conteúdo do seu texto. Então eu vou dar algumas dicas para tirar um pouco este peso das suas costas.

Antes de qualquer coisa, você precisa saber definir qual é de fato o assunto do texto: um conflito entre duas ideias, uma relação entre três elementos, o lado bom ou ruim de algo… por isto é importante você deixar o título por último, já que é ele quem vai resumir tudo o que você escreveu.

Tendo determinado o assunto, você pode seguir algumas dicas:

1º- seja breve e direto: nada de frases longas ou que fujam do que realmente é o centro do seu texto.

2º- evite usar verbos: não chega a ser uma regra, mas uma dica para deixar seu título mais interessante. Caso você não consiga evitar, tente usar as formas nominais do verbo – as formas que não se flexionam em tempo nem em modo, funcionando como substantivos, adjetivos ou advérbios.

É o Infinitivo, quando os verbos terminam em ar, er, ir ou or, o Gerúndio, quando os verbos terminam em ando, endo, indo ou ondo, ou o Particípio, quando os verbos terminam em ado, ido, ou e suas formas irregulares.

Agora, se você achou o título perfeito, mas ele precisa usar verbo, use! Sem medo! Mas não esqueça que, como ele transforma seu título numa oração, você precisa pontuar este título.

3º- quando possível omitir os artigos: esta atitude dá um ar mais sintético para o seu título. Mas não faça disto uma regra. Teste na sua mente o título com e sem os artigos, e escolha o que soar mais agradável.

Por exemplo: se o tema for redução da maioridade penal, um bom título seria “maioridade e criminalidade”, ao invés de “a maioridade e a criminalidade”. Já se o tema for aquecimento global, o título “o meio-ambiente e a ação humana” soa melhor do que “meio-ambiente e ação humana”.

4º- não faça relação de antagonisto usando “versus”, ou o x: ao invés de escrever “coxinhas x petralhas”, prefira “o conflito entre coxinhas e petralhas”. Ou, no caso de ligação entre os tópicos, prefira “a relação entre grito e dor” a simplesmente “grito x dor”.

5º- sempre que possível, indique três informações no título: nosso cérebro fica mais confortável quando lemos algo com esta estrutura.

Por exemplo: se o tema for a discussão sobre a união civil homoafetiva, o título poderia ser “estado, religião e o casamento igualitário”.

Com estas dicas, com certeza você vai escrever um título eficiente. Treine bastante, escreva títulos diferentes sobre o mesmo assunto, e você vai se sentir seguro na hora que o bicho pegar. Nunca é demais estar bem preparado.

Um abraço!



Deixe seu comentário:




adjetivos construção continuous declinação dica diferenças future gramática Inglês interrogative irregular lista modal negative orais ordem particípio past perfect pessoais português present primeira pronome pronomes pronouns pronúncia redação regra regular relativos segunda sentido simple sufixo tempo tempos tense tenses terceira texto uso variações verb verbais verbal verbo verbos vídeo vírgula