Conjunções

As conjunçõessão usadas para ligar orações ou termos, criando uma relação de Coordenação – quando ambos os elementos tem a mesma função – ou Subordinação – quando um elemento é dependente de outro. Na frase “você quer cara ou coroa?” o ou dá a ideia de alternativa, por exemplo. Elas são invariáveis, ou seja, não se flexionam em gênero ou número.

As Conjunções Coordenativas podem ser divididas em cinco grupos:

Aditivas – dão ideia de adição: e, nem, também, bem como, não só…mas também, entre outras.
Adversativas – dão ideia de oposição: mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto, não obstante,entre outras.
Alternativas – dão ideia de alternância ou opção: ou, ou…ou, já…já, ora…ora, quer…quer, seja…seja, entre outras.
Conclusivas – dão ideia de conclusão: logo, pois, portanto, assim, por isso, por consequência, por conseguinte, entre outras.
Explicativas – dão ideia de explicação: que, porque, porquanto, pois, isto é, entre outras.

Já as Conjunções Subordinativas podem ser divididas em dez grupos:

Integrantes – Trazem oração não-principal que atua como sujeito, objeto direto, objeto indireto e predicativo, entre outros: que, se.
Adverbiais causais – Trazem oração não-principal que atua como causa da principal: porque, que, porquanto, visto que, uma vez que, já que, pois que, como, entre outras.
Adverbiais comparativas – Trazem oração não-principal que atua como comparação com a oração principal: como, assim como, tal, qual, tanto como, entre outras.
Adverbiais concessivas – Trazem oração não-principal que atua como contradição da oração principal: embora, conquanto, ainda que, mesmo que, se bem que, posto que, entre outras.
Adverbiais condicionais – Trazem oração não-principal que atua como condição para a realização da oração principal: se, caso, desde, salvo se, desde que, exceto se, contando que, entre outras.
Adverbiais conformativas – Trazem oração não-principal que atua como conformidade em relação à oração principal: conforme, como, consoante, segundo, entre outras.
Adverbiais consecutivas – Trazem oração não-principal que atua como consequência da oração principal: que, tanto que, tão que, tal que, tamanho que, de forma que, de modo que, de sorte que, de tal forma que, entre outras.
Adverbiais finais – Trazem oração não-principal que atua como finalidade da oração principal: a fim de que, para que, entre outras.
Adverbiais proporcionais – Trazem oração não-principal que atua como proporcão da oração principal: à proporção que, à medida que, ao passo que, quanto mais… mais, entre outras.
Adverbiais temporais – Trazem oração não-principal que atua como circunstância de tempo da oração principal: quando, enquanto, agora que, logo que, desde que, assim que, tanto que, apenas, entre outras.



Deixe seu comentário:




adjetivo adjetivos comparatives comparativos construção continuous declinação dica diferenças future gramática Inglês interrogative lista locução modal negative objeto ordem past perfect pessoais português present primeira pronome pronomes pronouns pronúncia redação relativos segunda sentido simple sufixo sujeito tempo tempos tense tenses terceira texto transitividade uso verb verbais verbal verbo verbos vídeo