Diferenças entre Hipônimos e Hiperônimos

Se preferir, assista ao vídeo sobre o assunto:

Neste post falaremos sobre os HIPÔNIMOS e os HIPERÔNIMOS, que são palavras que se relacionam hierarquicamente. Já vimos em posts anteriores que “nimo” tem a ver com “nome”. Então, se olharmos os dois prefixos das palavras, podemos deduzir que “hiper” em geral está relacionado a “maior”, enquanto “hipo” tem a ver com algo “menor”: hipermercado é um mercado grande, enquanto hipoglicemia indica baixa quantidade de glicose no sangue.

Trazendo esta informação para os nomes que estrelam este post, deduzimos que os Hiperônimos estão hierarquicamente acima dos Hipônimos.

Mas o que isto significa de fato!?

Significa que os Hiperônimos são palavras mais gerais, mais genéricas, enquanto os Hipônimos são palavras mais específicas, mais detalhadas.

Vamos fazer o seguinte exercício:

Considere cinco animais: cachorro, gato, leão, morcego e urso. Neste enunciado, acabamos de estabelecer uma relação de hierarquia entre palavras: “animal” é a palavra genérica, a geral, enquanto “cachorro, gato, leão, morcego, urso” são as palavras específicas.

Logo, “animal” é Hiperônimo de “cacorro, gato, leão, etc”, enquanto “cachorro, gato, leão, etc”, são Hipônimos de animal.

Beleza!?

O mesmo vai valer para “pessoas” e “homens, mulheres, crianças, idosos”; “flor” e “rosa, violeta, girassol”; “esporte” e “futebol, tênis, basquete”; “bebida” e “suco, refrigerante e cerveja”.

Vale ressaltar que estas definições não são absolutas.

Da mesma forma que “cachorro” é hipônimo de “animal”, também é hiperônimo de “poodle”, “labrador”, “maltês”, e todas as outras raças.

só não confunda esTa relação de hierarquia com a relação entre o todo e sua parte. “Corpo” é o todo; “mãos, pés, barriga, cabeça” são as partes. Neste caso temos os Holônimos, que caracterizam o todo, e os Merônimos, que são as partes.

Mais uma vez, esta definição não é definitiva. Enquanto “mão” é Merônimo de “corpo”, é Holônimo de “dedo”. O dedo é parte da mão, que é parte do corpo.

Deu para entender, não!?

Se você ficou com alguma dúvida, deixa aí embaixo nos comentários.

Um abraço!



Deixe seu comentário:




adjetivo adjetivos comparatives comparativos construção continuous declinação dica diferenças future gramática Inglês interrogative lista locução língua negative objeto ordem palavra past perfect pessoais portuguesa português present primeira pronome pronomes pronouns pronúncia redação relativos segunda sentido simple sufixo sujeito tempo tense terceira texto transitividade uso verb verbal verbo verbos vogal vídeo